Notícias

03/04/2018Lombalgia é queixa frequente nos consultórios

A dor lombar, também conhecida como lombalgia, é mais frequente do que imaginamos. Cerca de 84% das pessoas irão ter pelo menos uma crise de dor lombar na vida. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), esta condição é a segunda mais prevalente do Brasil, perdendo apenas para a hipertensão.

Ortopedista especialista em coluna, Dr. Ernesto Guimarães explica que muitas são as causas que podem levar a esse sintoma. “A dor lombar apresenta diferentes etiologias e formas de apresentação, e ainda pode estar relacionada aos nossos hábitos diários como má postura, tabagismo, sedentarismo, alimentação, movimentos repetitivos e uso de força no trabalho. A lombalgia pode ocorrer devido a doenças que estão presentes desde o nascimento, chamadas doenças congênitas, ou ainda pode ser secundária à neoplasias (tumores), infecções, causas inflamatórias, metabólicas, traumáticas, degenerativas e funcionais”, enumera o especialista.

Como se observa, é grande a variedade de fatores que podem levar à dor lombar. Determinar a causa é fundamental para que o tratamento seja de fato efetivo. “Apenas 15% dos pacientes atendidos por médicos não especialistas são investigados e tem descoberto a causa da dor”, ressalta Dr. Ernesto. Em caso de dor persistente e incômoda, a orientação é sempre procurar um especialista em coluna de sua confiança.

Convênios